Orkut compartilha seis dicas para ter uma vida mais feliz e saudável na internet 

*Por Orkut Buyukkokten

Você acha que a cultura das mídias sociais está cada vez mais tóxica? O pioneiro das redes sociais e CEO da hello.com, Orkut Buyukkokten, tem seis dicas para se manter tranquilo na internet em 2022:

1- Fale com o coração: Cada um de nós tem direito de ter nossas próprias opiniões, mas se quisermos construir uma comunidade em que todos podemos nos sentir ouvidos e ser vistos, temos que nos comprometer a falar com o coração. Quando mostramos nosso lado autêntico ao mundo, quando somos vulneráveis, criamos o espaço para que os outros também compartilhem suas verdades. A vulnerabilidade e sinceridade são a base de comunidades saudáveis e solidárias na internet. Minha primeira dica é que quero que você mostre ao mundo quem realmente é, não quem acha que o mundo quer que você seja.

2- Presuma sempre o bem: confiança é uma via de mão dupla. Trate todos que encontra on-line com respeito e confiança, e eles também lhe tratarão assim. Lembre-se que, do outro lado da tela, há uma pessoa como você. Quando você esquece isso, fica fácil demais o ódio, preconceito e ignorância criarem raízes dentro de você. Discursos de ódio, incitação de violência, machismo, homofobia e racismo não têm espaço em nossa comunidade on-line. Demonstre amor pelas pessoas ao seu redor. Seja gentil, pois, como o escritor escocês Ian Maclaren observou, todos estão enfrentando uma batalha difícil.

3- Aproxime-se, não brigue. Tenho uma dívida com a incrível ativista e professora Loretta Ross, que usou o termo “aproximar-se”, neste contexto. Quando alguém diz algo na internet de que você não gosta, que ofende você ou que você acha que traz um discurso de ódio, pergunte por que a pessoa disse aquilo. Em vez de brigar, aproxime-se da pessoa. Apele para a humanidade comum de vocês e inicie uma conversa. Se conseguirmos encontrar um meio-termo com quem mais tenta nos odiar, sei que podemos criar uma comunidade on-line mais empática e que aceita mais as pessoas do que a que temos hoje em dia.

4- Esteja presente para as pessoas: É fácil demais desaparecer e ser anônimo na internet. Começar a falar com alguém e depois interromper a comunicação abruptamente, ou o “ghosting”, é uma das experiências mais decepcionantes que as pessoas têm quando tentam se conectar a outras on-line. Quando você conversa com pessoas na internet, faça isso aberta e sinceramente, mesmo que seja para dizer a elas que não quer continuar conversando com elas. Quando sumimos da vida das pessoas on-line, elas se sentem como se não existissem, e essa dor costuma ser pior do que a da rejeição em si.

5- Seja um defensor responsável da verdade: Você sabia que 62% dos brasileiros não conseguem reconhecer as fake news? Existe tanta desinformação na internet, e é muito fácil compartilharmos uma manchete falsa com um único clique. Principalmente em um ano de eleição, é muito importante que todos nós nos concentremos em eliminar informações falsas, para que não sejamos cúmplices ao espalhar rumores e mentiras em nossos feeds de notícias. Sei que pode ser difícil, às vezes, analisar todas as informações presentes nas redes sociais. Então, se tiver dúvidas sobre a veracidade ou credibilidade de uma fonte de notícias ou de algo que leu na internet, confirme em uma agência independente de verificação de fatos, como a Agência Lupa, Aos Fatos, Fato ou Fake e Comprova, para garantir que o que está lendo ou assistindo é verdade.

6- Evite comparações: As redes sociais nos dão um lugar para compartilhar nossos momentos mais preciosos e nossas paixões com o mundo. Mas, muitas vezes, nossos feeds de notícia são só plataformas de autopromoção. Aplicativos como o Instagram nos estimulam a mostrar ao mundo quem achamos que devemos ser, e não quem realmente somos. Lembre-se de que sempre haverá outra pessoa a um toque de distância que tem uma casa de praia melhor, um namorado mais perfeito e um corpo melhor do que o seu. Não se compare a outras pessoas. A comparação estimula a insegurança e a solidão. Celebre quem você é de verdade, por dentro e por fora. Você é muito mais do que suficiente do jeitinho que é.

Sei que temos o potencial para mudar para melhor na internet, e essa mudança começa com todos nós, agora. Conheci muitos de vocês nas minhas viagens para o Brasil, e vivenciei em primeira mão a simpatia, acolhimento, otimismo e a boa energia da comunidade brasileira, mas ainda temos trabalho a fazer para criar uma comunidade on-line mais saudável aqui. Quero criar um mundo em que todos se sintam conectados e parte dele, em que podemos começar a confiar uns nos outros novamente e em que todos nós podemos ser nós mesmos. Estou nesta jornada há muito tempo, mas nunca tive tanta certeza de que esse é o caminho que devemos seguir. Quer vir comigo?

*Orkut Buyukkokten é o engenheiro fundador da primeira rede social que engajou brasileiros, o orkut.com, e CEO da Hello Network, www.hello.com